Around the world in 80 pages.

Há sempre tanta coisa para escrever. Tantas viagens por contar. Tenho mil em atraso por aqui e nem sei quando as vou conseguir terminar. Para além disso, adoro desafios. Volta e meia descubro um concurso onde o prémio é uma viagem e tento participar. Quem daqui não sofreu já na pele um pedido meu no facebook por um like? Porque há um mundo por correr e um bolso bem vazio.

Quando vi este concurso da Navigator fiquei cheia de vontade de participar mas calhava mesmo quando eu ia viajar e por isso decidi que a história que escrevesse seria sobre essa viagem na Birmânia.Claro que cheguei e entre jantares dos mil grupos de amigos de Natal foi complexo ter tempo para o fazer convenientemente. Ainda por cima em inglês. Quando comecei o blog queria que fosse nas duas línguas mas a verdade é que mal tenho minutos para escrever. Traduzir não está a ser fácil 🙁

Arranjei umas horitas no dia 25 de Dezembro depois da célebre almoçarada natalícia e escrevi o que consegui. Não feliz com a imperfeição da minha história porque pôr numa página apenas com caracteres contados estava a ser complicado, submeti a candidatura. Enviei 3 fotos porque também havia um prémio para a melhor foto e o meu textinho. Podia concorrer com quantos textos quisesse. Foi este.

O site já não está online, penso eu, mas deixo aqui a explicação que está no blog do Nelson Carvalheiro que era um dos júris, porque foi ao segui-lo que tomei conhecimento do concurso. Basicamente o primeiro lugar ganhava 2500€ para gastar em viagens, o segundo lugar 1500€ e do terceiro ao oitavo ganhava 1000€. As 80 melhores histórias seriam publicadas num livro.

Ao receber o primeiro email fiquei em extâse:

We are pleased to announce that you are among the 80 finalists of Around the World in 80 Pages – Global Writing Contest. Congratulations!
Your text was selected out of more than 500 stories, for its inspiring tone and originality, and will be published in a travel book, that you will later receive.

Embora no segundo email que recebi tenha descoberto que não estava no top 8 contemplado com um valor monetário, o meu sorriso não desvaneceu. A minha história era inspiradora e seria publicada num livro e isso é incrível.

livro around the world

Ontem foi a cerimónia de entrega do livro e abertura da exposição no CCB com as 80 histórias vencedoras. Foi uma cerimónia muito gira, simples, descontraída e virada para o incentivo à escrita e ao talento. Falaram os representantes da marca, os vencedores do 1º e 3º lugar que são portugueses e o ilustrador das histórias.

De destacar também o óptimo trabalho da Shiftthinkers na comunicação da marca. Num sector que é o papel e num mundo onde cada vez mais se evita utilizar o mesmo, pensando na pegada ecológica e na nossa vida diária que passa pelo digital, reinventar a comunicação do papel para um target mais jovem é um desafio e está a ser muito bem executado.

Friso ainda as ilustrações brilhantes do Mário Linhares. Lindíssimo mesmo. Um ilustrador a acompanhar.

monks couchsurfing

A exposição é muito simples mas inspira realmente a visitar cada um daqueles sítios e viver uma história semelhante ou melhor ainda. Fiquei mesmo com vontade de correr todos aqueles locais. Conhecer os intervenientes das histórias. Saber mais sobre cada país. Sobre cada modo de viajar.

couchsurfing and monks

around the world in 80 pages

around the world in 80 pages

around the world in 80 pages

around the world in 80 pages

E são momentos destes que me relembram que tenho de me dedicar mais a isto, a escrever. Tenho de me organizar melhor 🙂 Porque há muitas e muitas histórias para contar…

around the world in 80 pages

1 Comment

  1. Catarina diz:

    Parabéns! 😀 Quando vi esse concurso também pensei logo em participar, mas infelizmente não me consegui organizar a tempo… Ainda bem que o conseguiste fazer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

UA-66897269-1