20 coisas para fazer em São Miguel, Açores.

Foi a terceira vez que passei pela ilha de São Miguel, nos Açores. Digamos que as duas primeiras são difíceis de lembrar. Fui com a minha tuna linda, A Feminina, e havia dias mais regados que tornam impossível guardar tudo na minha mente. Belos tempos esses!

Desta vez fiz-me acompanhar pelos meus avós pelo que a viagem foi um pouco mais calma como já relatei neste artigo, “Dicas para viajar com os avós“. Pela primeira vez não fiquei na pousada. Ficámos no Thomas Hostel que tinha pequeno-almoço incluído e um staff muito querido que nos ajudou sempre que precisámos de alguma coisa. O hostel tem parque, o que facilitou muito a vida uma vez que alugámos carro para nos deslocar.

thomas hostel

thomas hostel 2

Mas vamos ao que interessa. A Ilha de São Miguel tem imenso para oferecer e em três dias não foi possível fazer tudo. Deixo aqui as coisas que consegui fazer e que me deram imenso prazer descobrir.

1 – Bife na Associação Agrícola de São Miguel

Este vem em primeiro lugar porque foi de facto o melhor bife que já comi na minha vida. Não estou a exagerar. Era capaz de apanhar o avião só para lá ir outra vez. A definição de tenro, saboroso e viciante ganham todo o sentido neste sítio.

bife com queijo da ilha

bife com queijo da ilha

bife mostarda

bife mostarda

bife pimenta

bife pimenta

2- Caldeira Velha

Este foi o local preferido do meu avô. Na verdade parece que há ali um pequeno microclima e é tudo verdinho e belo. Para entrar no Centro de Interpretação Ambiental da Caldeira Velha os jovens e séniores pagam um euro e eu paguei 2€ 😉

Vale mesmo a pena passear por lá e se puderem, levem o fato-de-banho para aproveitar a água quentinha.

caldeira velha

caldeira velha

caldeira velha

3- Chás Gorreana

Um marco óbvio desta ilha. Adoro chá e por isso tive de lá ir repetir a experiência. No dia que fui, desta vez, infelizmente não havia visitas guiadas. Aconselho a fazer para que entendam todo o processo de produção deste chá. É possível provar sem custos, alguns dos tipos de chá.

gorreana

gorreana

gorreana

gorreana

4 – Mercado de Ponta Delgada & Rei dos Queijos

Na parte de trás do nosso hostel, ficava o mercado. Confesso que fiquei preocupada porque lembro-me de em tempos este estar mais farto, com imensas bancas de frutas e legumes e cheio de gente a comprar e visitar. Neste dia fomos os únicos por lá. Pergunto-me se terá sido um dia atípico ou se de facto, tem vindo a ficar menos colorido.

Não esquecer de visitar o Rei dos Queijos. Não só pelo queijo em si mas pela enorme panóplia de produtos regionais que lá pode encontrar.

mercado ponta delgada

rei dos queijos

5 – Plantação de Ananases & Caramelos de Ananás

Confesso que não fazia ideia do tempo que um ananás leva a crescer. É realmente surpreendente toda a explicação. Com toda a chuva que caía, ficámos mais tempo dentro das estufas a saber mais sobre o assunto. Descobri aqui a loucura. Caramelos de ananás!! Maravilhosos! Mais tarde, noutro local, também experimentei de limão e de maracujá.

ananás açores

ananás açores

plantação ananás

plantação ananás

6 – Cozido & Lagoa das Furnas

Achava que este cozido estava overrated. Mas não. É mesmo muito bom. Fomos ao Tony’s e gostámos imenso. É exactamente o que esperava, cheio de gente para experimentar o cozido. Como fomos a um domingo, é normal que estivesse mais famílias.

cozido furnas

Depois do almoço, foi tempo de visitar as furnas e experimentar a água férrea. O cheiro é característico e o sítio único. Foi aqui que há uns anos pela primeira vez experimentei as queijadinhas da vila e bolo lêvedo.

água furnas

furnas

A Lagoa é linda. Um sítio óptimo para um picnic, para caminhar ou para relaxar.

detalhe furnas

furnas árvores

lagoa furnas

7 – Abusar da batata doce

A batata doce aqui dos Açores é melhor. Acreditem! Dá vontade de acompanhar tudo com batata doce. Sempre que possível, comi 🙂

batata doce

8 – Lagoa do Fogo

É a minha favorita. Poética. Bela e completa. Desejo um dia mergulhar nela. Tenho mesmo de voltar no Verão. Imagino-me sentada aqui a escrever e inspirar-me com todo o tempo do mundo.

lagoa do fogo

lagoa do fogo açores

9 – Pico da Barrosa

A caminho da Lagoa do Fogo, subimos, subimos, subimos. E do alto, a vista é esplêndida e é possível ver os dois lados da ilha.

pico barrosa

10 – Lagoa das Sete cidades

Já escrevi bastante sobre esta Lagoa. Como disse, é sem dúvida a mais gira da festa. A misteriosa, a que não se deixa ver, a que ansiamos descobrir.

sete cidades

O nevoeiro é muito provável que acompanhe sempre a viagem. Lá em baixo, há uma pequena aldeia que parece encantada.

sete cidades igreja

11 – Peixinho Fresco na Caloura

Peixinho bem fresco e barato é no Bar Caloura. Uma dose enorme cheia de peixe para 4 pessoas, com o maravilhoso queijo com pimenta da terra, vinho e sobremesa e só ficou pouco mais que 10€ cada um. O peixe é o que for fresco no dia e mesmo ao lado é possível ver os barcos chegarem do mar com o peixe.

queijo com pimenta da terra

peixe fresco caloura

12 – Arte Urbana

Ponta Delgada é uma cidade cheia de artistas por todo o lado. A cidade transpira irreverência e atitude.

arte urbana porta ponta delgada

porta arte urbana açores

tricot árvore açores

13 – Beber um Chá no Louvre Michaelense

Adorei este cantinho. Parei aqui para beber um cházinho com a minha família porque chovia bastante. O atendimento foi extraordinário. Deram-nos sugestões dos chás mais apropriados para os nossos gostos e foram super queridos.

chás louvre michaelense

louvre michaelense

14 – Poça de Dona Beija

Aqui vou ter de ser honesta. Só espreitei e li sobre este local. Como fui com os meus avós, não tive oportunidade de ir experimentar mas dizem que é óptimo para a mente e saúde. Next time!

poça dona beija

15 – Pudins mil

Provei o pudim flan, o pudim de maracujá, de ananás…até de inhame (que nem sabia o que era!). Há muito bons pudins nos Açores 🙂

pudim ananás

pudim ananás

pudim flan

pudim flan

pudim inhame

pudim inhame

16 – Experimentar Vinhos da região & Kima

Provámos Terras de Lava, Basalto e Faria’s Vineyards. Se não estão numa de vinho, Kima é o que devem experimentar.

faria's vineyards

kima

17 – Ver o Pôr-do-sol em Vila Franca do Campo

Foi bonito. Não propositado mas acabámos a ver o pôr-do-sol aqui. Teve o seu qb de magia inesperada.

vila franca do campo

18 – Cantinho dos Anjos

Com uma decoração bastante peculiar, é um óptimo local para uma cerveja e ver jogos de futebol. Quando lá estivemos mal conseguíamos entrar pois estava a dar jogo. O ambiente é jovem e descontraído.

19 – Passear por Ponta Delgada

A cidade está cheia de recantos e detalhes. Desde a extensa avenida até à marina, ao teatro ou praças enormes, há muito por descobrir. Gostei de passear junto ao mar sem grandes planos.

ponta delgada

20 – Vaquinhas por todo o lado

Convém observá-las sem as incomodar. O contraste das cores verdejantes da paisagens com a presença deste animal, dá um ar virgem e imaculado à ilha. São as donas dos prados imensos. Lembro-me da primeira vez que vim aos Açores, a minha mãe me perguntar o que me tinha marcado mais…”As vacas e o verde”, lembro-me de responder.

vacas açores

Faltou-me ir ao Nordeste. Vou ter de voltar 🙂 Ainda há 8 ilhas dos Açores por explorar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

UA-66897269-1